10 de jul de 2009

Respeito

1 comentários
Dias atrás, na final do Corinthians contra o Inter (foi contra o Inter? é, acho que foi, mas isso não é relevante para o post), uma torcida organizada torcia (se é torcida, torce, óbvio) pelo seu time, que foi vencedor - Corinthians.

A questão é a seguinte... essas pessoas faziam sua torcida movidas por batuques, tambores, som, foguetes e, mais tarde, buzinas, óbvio. Tudo isso... à noite. Após às 22 horas...
Até onde eu sei... é um horário de silêncio... e nos outros horários, temos que agir com bom senso.
Eu liguei pra polícia e informei sobre o barulho. Espantou-me a atitude do policial, dizendo que eles poderiam passar por ali e conversar, mas, quase sempre não adiantava. Aí, então, eu teria que registrar uma queixa...

Bom, em primeiro lugar, eu acredito que seja dever da polícia fiscalizar as ruas... não sou eu que tenho que dizer que o barulho incomoda. Simplesmente é lei não haver barulho após as 22 horas e pronto!
Outro ponto que acho importante destacar é o tempo que durou a farra... até depois do fim do jogo... ou seja... os outros vizinhos são surdos? Ou são todos corintianos? Acho que não né?
Por que ninguém reclama? Por que todos se calam? Por que os torcedores não têm noção do limite?

Simples: os torcedores não têm limites porque sabem que ninguém reclama. Os incomodados não fazem nada porque não querem confusão. A mesma coisa os acomodados, que preferem abrir mão de um pouco de silêncio e esperar a festa dos outros acabar.

9 de jul de 2009

Vida real

4 comentários
Uma pesquisa nos Estados Unidos, por exemplo, mostrou que 91% dos adolescentes usam os sites apenas para se comunicar com amigos que eles já conhecem. Parecem saber que, como dizia Aristóteles, amigos verdadeiros precisam ter comido sal juntos. O que você está esperando? Saia um pouco da sua página virtual, pare de bisbilhotar a dos outros, dê um tempo nas conversinhas que só pontuam o vazio da existência e vá viver mais.

http://veja.abril.com.br/080709/nos-lacos-fracos-internet-p-94.shtml